CeciliaMachado Bolsas a Tapetes Feitos à mão

Conheça nossa fábrica - clique aqui

i

Em nossa fábrica fazemos bolsas e tapetes muito diferentes dos outros que você conhece, principalmente porque não utilizamos máquinas de costura.

         Sem máquinas não podemos fazer pespontos em bordas de tapetes nem em forros de bolsas com divisórias. Também não colocamos alças convencionais e não costuramos zíper: os fechos das bolsas são amarrações com tirinhas trançadas, botões são feitos com nozinhos de palha ou couro, ou usamos fechos Imã, sempre colocados à mão. Raramente faço forros de tecido pois não consigo prender tecido sobre tranças ou crochets com bom resultado. Forramos algumas bolsas de palha a pedido de clientes. Outras, de couro, eu forro de couro mesmo. Forros são muito usados para esconder avessos feios e a maior parte de nossos avessos são tão bonitos quanto o lado direito: não precisamos esconde-los.

Trabalhamos com palha, couros, materiais sintéticos emborrachados ou metalizados, fios de linho, lã, sêda e algodão que formam tranças, cestaria ou crochet. Misturamos estes materiais entre si, sempre que é possível, sem limitações ou preconceitos: se fica bonito e é possível, eu faço, mesmo que  não esteja na moda. Não sigo a moda porque não sei copiar. Sempre que tento, o resultado não é bom. Procuro usar as cores que todos estão usando em cada estação porque esta harmonia entre bolsas e roupas é muito prática, as peças se combinam mais facilmente. Mas nunca sigo a moda só por seguir. Minhas bolsas só têm alças e fechos. Não uso metais, não gosto de enfeites inúteis, franjas, babados e adereços. Busco a beleza na simplicidade das formas, nas cores, na mistura de materiais e nos desenhos das tramas dos fios entrelaçados. Tento juntar a inevitável rusticidade do trabalho manual à delicadeza de um fino acabamento, formando um estilo easy-chic, bem carioca, e diferente do que se faz no mundo lá fora.